Sol e Lua


Mistérios do mundo
Neste canto profundo que me encontro
Constantemente me desmonto, para me remontar novamente
Oscilando entre o real e o subconsciente, que não deixa de ser verdadeiro
É a outra parte do mundo inteiro
São as variações e reações divididas
Em várias dimensões se parte a Vida...

E para o Equilíbrio existe a proporção
Mistura de carne e espírito, razão e emoção
Princípio constantemente ativo
Traçando o plano do caminho intuitivo
Conexão Universal
O sinal da coruja branca
Dilata a pupila, percepção expande e estanca
O coração escancara e o fluido canto não para
Para que a ferida que com o canto sara
A Alma plana e a boca cala
De repente silencia e a confusão interna quase instantaneamente alivia
E quem diria que em nós haveriam laços
Traçados por nossos passados passos
Quão forte e mágica a conexão
Num cruzar de mãos, o entrelaçar do abraço
Toques e olhares passamos a nossa relação intercalar
Tão íntimo quanto p sexo, maior que o desejar
O muito dizer sem uma palavra falar
O se envolver só pelo fato de alí estar
Em qualquer lugar, alí em qualquer canto
No quarto, um incenso, som ligado, lá onde acontece o encanto
Que quase enlouqueço, agora equilibro e me alegro tanto
Feliz pelo que me dás e o que devolvo
Te envolves, me envolvo
Agradeço a vinda do ciclo novo...

Agora planar
Traçar o plano e realizar
Entregar-se a sintonia
Estar onde está, um dia a cada dia
Viver!
Sendo Lua e Sol
Luz e Sabedoria.

Autora: Ceane Silva
Tecnologia do Blogger.